28 fevereiro 2011

E depois também há isto

Fim-de-semana

Forrobodó (fòrròbò)
(origem duvidosa, talvez expressiva)

s. m.1. Bras. Infrm. Baile popular. = arrasta-pé, forró
2. Infrm. Festa ruidosa e muito animada. = farra, festança, forró, pândega

É isto


25 fevereiro 2011

E por falar em desporto


A nova modalidade cá de casa

Um dia também vou ser assim


A minha irmã mais velha é maluca! Ou melhor, a minha irmã mais velha faz uma coisa que me dá cenas estranhas só de pensar. Aquela alminha levanta-se todos os dias pela fresquinha, seja a fresca bem fresca, ou uma fresca menos fresca. E é pela fresca que aquela alma se põe a correr pelas ruas da Lisboa onde mora. E mais: aquela alma vai de quinze em quinze dias a Paris, em trabalho. E mesmo em Paris, tira o rabo cedo da cama e vai correr por uma qualquer boulevard. Quando não é em Paris, é no Algarve. Quando não é no Algarve, é no Porto. E com isto, seja onde for, por dia, faz dez, doze quilómetros nesta brincadeira. Avaliando bem as coisas, se eu pensar que quando ela tinha a minha idade estava exactamente como eu estou agora, vou acreditar que lá para os meus trinta e não sei quantos, vou ser a campeã das corridas familiares.

24 fevereiro 2011

Quando esse dia chegar não lhe fales


Devia ter feito isso ao dia de hoje

23 fevereiro 2011


Olhar para eles, tê-los ao pé de mim, ali, perto, bem perto... tão pertinho, bem à minha frente. Sentir-lhes o cheiro. Tocar-lhes. Pegar-lhes... imaginar mil e uma situações com eles calçados. Experimentá-los... e não os poder levar para casa. Custa, não custa?! Pois custa! Acontece que não estavam à venda. E ainda bem que não!

22 fevereiro 2011

"O prazer é para quem o procura"

Hoje veio ao meu encontro.

Obrigada senhores da Olá. Estava mesmo a precisar.

Isto já não é novidade


E infelizmente é a pura das verdades. A minha visão piora a cada dia que passa. Se no ano passado as mudanças foram drásticas, nem quero pensar como vou sair da próxima consulta no oftalmologista; Se antes o problema maior era ver ao longe, agora nem ao perto me safo. Tou lixada com isto.

Assim me encontro


Tou com uma neura tão grande, mas tão grande, tão grande, que hoje nem sei...

16 fevereiro 2011

Parece assim tão mal?


É que sabe tão bem. E hoje é só isto que me apetece: preguiçar.

15 fevereiro 2011

Estou a panicar

Antes tinhas desculpa. Antes ficavas lá longe, para trás dos montes. Antes moravas lá ao fundo, no final de uma estrada, que me fazia perder sempre que queria ir ao teu encontro. Então agora vens para junto de mim? Vens aqui mesmo prá minha beirinha, bem ao lado das minhas horas de almoço e finais de dia, quando sair do trabalho? Que bem te fiz eu para merecer isto? E agora, o que vai ser de mim?

Querido armário

Arranja um espacinho para estas:
EstasEstasE estas





E depois dos dias 14

Os dias 15, 16, 17, 18, 19, 20, e por aí fora...

14 fevereiro 2011

11 fevereiro 2011

09 fevereiro 2011

Ainda bem que estou preparada


Chuva toda a semana?! E chuva toda a próxima semana?!

08 fevereiro 2011

Corações ao Alto!


Nos 20 anos da Moda Lisboa, o Amor!

04 fevereiro 2011

Senhores da Stradivarius


Quem vos mandou pôr roupitas a 5.99euros e acessórios a 1.99. Quem foi?!

Assim me encontro


À procura daquela parte da cabeça que guarda a memória a curto prazo. É que tenho umas frases giras, daquelas que dão frases do dia, ditas durante um jantar de gajas, entre um e outro copo, perdão, entre uma e outra garrafa(s) de lambrusco e não estou bem a ver pra onde é que elas foram.... elas, as frases. É que as garrafas, ou melhor, líquido das garrafas, foi muito bem guardadinho.

02 fevereiro 2011

Parabéns, Vitinho!


Também viram?


Ontem, entre as onze e não sei quantas ou se calhar já um pouquinho depois da meia-noite, vi uma coisa parecida com esta aqui da imagem. Fomos três a ver, ali nos lados da A1, sentido Porto-Lisboa, pouco depois da saída para Leiria. Passou à nossa frente, bem pertinho, com uma luzinha bem verdinha.