31 março 2013

Gosto disto

http://www.youtube.com/watch?v=Lj08ruTRADI

29 março 2013

Ouvir e calar

"Não foi isto que tu sempre quiseste?! Não foi esta a tua escolha?! Agora aguenta-te!"

Vontade

De manter a rotina. De conseguir fazer coisas banais, triviais. De chorar quando é preciso chorar para depois conseguir rir com mais firmeza. De continuar a conseguir dormir três a quatro horas por dia, sem me ir abaixo ao fim de uns dias. De depois de uma pausa de dois dias, conseguir aguentar firme a pressão de mais um mês intenso.

Também é isto

Escrever momentos felizes é fácil. Debitar ideias, frases feitas e conceitos cheios de uma emoção provocada pelo momento, pela pessoa. Eternizar esses momentos é o mais difícil. Deixá-los registados... Em palavras, na lembrança, na pele... Para quê?! Porquê um registo. Porquê, se esses momentos podem não voltar a ser; se podem não voltar a acontecer. Se podem até significar tudo e tanto e ao mesmo tempo serem um nada abstracto... Um nada para alguém. Para quê registar uma coisa que pode significar tanto e tudo para ti e, ao mesmo tempo, significar tão diferente para o outro lado.

Foda-se

Eu até gostava de ti

16 março 2013

É isto

Frio e quente na barriga. Ansiedade. Estado de alma sem estado. Com muito estado. Sono. Nervoso miudinho. Muito nervoso. Nervoso agudo. Cheia de muito. Com medo. Expectativa. Sem sono. A mil. A contar horas. A querer que o tempo passe rápido. E devagar. A horas de viver um momento importante. Um dos mais importantes. Marcantes. Vida. A horas de ter uma história para contar aqueles que hão-de cruzar o seu caminho com o meu. O futuro. Está quase a acontecer. Vai acontecer. E eu vou lá estar.

02 março 2013

Mudança de rota

Escrever as fases felizes. Disseram-me que as melhores coisas não saem cá pra fora só nos maus momentos. Pediram-me para escrever os momentos novos. Para libertar as novas vontades.

01 março 2013